Homem de pesquisas de FHC e Temer, Lavareda cai na malha do Coaf por 15 transações fracionadas de R$ 139 mil

BR: O cientista político e especialista em pesquisas eleitorais Antônio Lavareda, que atuou como conselheiro de marketing para os presidentes Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer, foi citado em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) por “tentativa de burla aos controles”.

A expressão é do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro do governo de Pernambuco, que apoia o Coaf. Entre os dias 24 e 25 de julho de 2014, ano em que houve eleição presidencial, a conta de Lavareda teve 15 transações fracionadas, totalizando R$ 139 mil. Datado de julho do ano passado, o relatório aponta “motivo suficiente para uma investigação mais aprofundada pelo crime de lavagem de dinheiro”, com suspeita de “blindagem patrimonial”.