Juca Kfouri sobre Bolsonaro: “Não tem método em tanta insanidade”

Jair Bolsonaro é um provocador. Parece querer que o 1/3 do eleitorado que o apoia entre em guerra com o 1/3 que não o apoia.

As barbaridades ditas sobre a morte do pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, que, segundo ele, teria sido morto pelos próprios companheiros, são mais uma prova disso.”E eles resolveram sumir com o pai do Santa Cruz. Essa é a informação que eu tive na época”, disse Bolsonaro enquanto cortava o cabelo.

Ora, Fernando Santa Cruz foi morto em 23 de fevereiro de 1974, quando Bolsonaro tinha apenas 18 anos. Quem acredita que “na época”, alguém lhe daria uma informação dessas?

Além do mais, o atestado de óbito não deixa dúvidas ao registrar “em razão de morte não natural, violenta, causada pelo Estado brasileiro”.

Se não bastasse, Bolsonaro, em palestra a estudantes da Universidade Federal Fluminense, em 2011, especulou que Santa Cruz “deve ter morrido bêbado em algum acidente no carnaval”.Mas ele já não sabia do “justiçamento” desde 1974?

Não, não tem método em tanta insanidade. Só tem a loucura e é preciso dar um basta antes que seja tarde demais.