XP comunica que 2º caso confirmado de Covid-19 no Brasil é de funcionário em São Paulo

O segundo paciente com coronavírus confirmado no Brasil é um funcionário da corretora XP Investimentos. A empresa enviou um comunicado interno e adotou medidas de prevenção. De acordo com o Ministério da Saúde, o segundo caso do Covid-19 no Brasil foi confirmado no sábado (29) em um paciente de 32 anos.

O funcionário, que tem o nome mantido em sigilo, voltou recentemente de uma viagem de lazer à Itália e fez o teste para o Covid-19, que deu positivo. Ele passa bem, está em casa e não apresenta sintomas da doença. Sua esposa, que também esteve na Itália, segue assintomática.

A XP informou que as pessoas que tiveram contato com o paciente estão sendo acompanhadas por médicos e, até agora, não apresentaram nenhum sintoma da doença.

A empresa ainda pediu que os funcionários que estejam em alguma “zona de risco” do coronavírus trabalhem em casa por 14 dias. A medida de prevenção é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), e busca evitar uma possível transmissão do vírus no ambiente de trabalho.

Suspeitas no Brasil

Até o momento, o Brasil tem dois casos confirmados e 252 suspeitas de infecção pelo coronavírus. Além do funcionário da XP, o primeiro paciente contaminado foi um senhor de 61 anos que também voltou recentemente de uma viagem à Itália.

São Paulo continua sendo o Estado com maior número de casos suspeitos, 136 pelo último boletim atualizado pelo governo. Em seguida, Rio Grande do Sul, com 27, e Rio de Janeiro, com 19.

O número de casos confirmados de coronavírus em todo o mundo subiu 1.739 e chegou a 87.137, sendo que 2.977 pessoas morreram da doença. Os dados estão atualizados pela OMS, que mantém a avaliação de risco global no nível “muito alto”.

Segundo a instituição, cinco países passaram a integrar a lista das nações com casos confirmados de coronavírus, com registros nas últimas 24 horas. São eles Azerbaijão, Equador, Irlanda, Mônaco e Catar. Ao todo, 58 países têm casos confirmados da doença.