Weintraub segue Eduardo e ataca China, agora com grosserias disfarçadas em ironias; nova provocação a maior parceiro comercial do Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez uma publicação irônica contra a China ao insinuar que o país asiático vai sair “fortalecido” da crise atual causada pelo coronavírus, apoiado por seus “aliados no Brasil”.

Abraham Weintraub, ministro da Educação.
Abraham Weintraub, ministro da Educação. Foto: Paulo Guereta / Agência O Dia / Estadão Conteúdo

“Geopoliticamente, quem podeLá saiL foLtalecido, em teLmos Lelativos, dessa cLise mundial? PodeLia seL o Cebolinha? Quem são os aliados no BLasil do plano infalível do Cebolinha paLa dominaL o mundo? SeLia o Cascão ou há mais amiguinhos?”, escreve Weintraub.