Wassef pagou urologista para Queiroz, R$ 10,2 mil; Coaf tem a prova; advogado de Bolsonaro mentiu ao dizer que não teve contato com ex-assessor

Um relatório do Coaf obtido por O Globo identificou que Frederick Wassef, o advogado da família Bolsonaro, fez um pagamento de R$ 10,2 mil para o urologista Wladimir Alfer, que atende no Hospital Albert Einstein.

Alfer foi o primeiro médico a atender Fabrício Queiroz no hospital, em dezembro de 2018, quando o ex-assessor de Flávio Bolsonaro iniciou uma série de exames para o tratamento de câncer no intestino.

O relatório do Coaf foi enviado para o MPF no Rio, o MP-RJ e a Polícia Federal há pouco mais de um mês, em 15 de julho.