Sala de comissões do Senado durante Subcomissão da Memória Verdade e Justiça. Audiência Pública para debater a implementação das recomendações que constarão no Relatório Final da Comissão Nacional da Verdade, e lançamento do livro "Um Homem Torturado: Nos Passos de Frei Tito de Alencar". Com a participação da Comissão de Direitos Humanos e Minorias e da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, ambas da Câmara dos Deputados. À mesa, representante da Comissão da Verdade e Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Wadih Damous. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Wadih põe Moro contra a parede: assume ser cínico ou denuncia o clã

247 – O advogado e ex-deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) colocou o ex-juiz e agora ministro da Justiça Sergio Moro contra a parede diante do escândalo envolvendo a família Bolsonaro. 

“Moro, a corrupção mora ao lado e você não tem outra saída. Ou assume que é um cínico que usou um suposto combate à corrupção para permitir a vitória de Bolsonaro ou prove que falava sério e denuncie o clã de seu patrão. Lembre o velho ditado: diz-me com que andas e te direi quem és”, publicou no Twitter.

Moro não tem dado declarações sobre o caso Bolsogate, que só tem ampliado com novas revelações feitas pelo Jornal Nacional.

Moro,a corrupção mora ao lado e você não tem outra saída.Ou assume que é um cinico que usou um suposto combate à corrupção para permitir a vitória de Bolsonaro.Ou prove que falava sério e denuncie o clã de seu patrão.Lembre o velho ditado: diz-me com que andas e te direi quem és— Wadih Damous (@wadih_damous) 19 de janeiro de 2019