Voto a favor da Previdência fez governo liberar R$ 1,7 bilhão em 3 dias para emendas de parlamentares

Como parte das articulações para concluir a votação da reforma da Previdência em primeiro turno no plenário da Câmara dos Deputados, o governo liberou ontem mais R$ 154 milhões para obras na área de saúde. Nos dois dias anteriores, o governo já havia liberado R$ 1,5 bilhão. Com isso, a verba disponibilizada durante três dias de votação chega a R$ 1,7 bilhão. Só nos primeiros cinco dias de julho foram empenhados R$ 2,551 bilhões. A cifra é maior do que a observada em todo o ano até junho: R$ 1,77 bilhão. O valor também é o mais alto empenhado para meses de julho ao menos desde 2016.

A cobrança de parlamentares pela liberação das verbas, porém, continua. Há o temor de alguns deputados de que o dinheiro não seja efetivamente empregado nas obras e projetos que foram indicados por eles. Por isso, o governo prometeu enviar ao Congresso um projeto que abre crédito suplementar  para garantir o pagamento das emendas. riority46 \l