‘Você só tem dois caminhos: ou se entrega ou foge’, diz Bolsonaro a Allan dos Santos em telefonema; ligação um dia após ordem de prisão assinada por Alexandre de Moraes, informa DCM

Um dia depois de Alexandre de Moraes determinar a prisão de Allan dos Santos, Bolsonaro ligou para o blogueiro. Segundo uma fonte do Planalto confirmou ao DCM, o presidente prestou solidariedade ao amigo. Mas mais do que simplesmente falar mal do ministro do STF, o telefonema teve por objetivo dois conselhos claros para o dono do Terça Livre.

“Bolsonaro falou que ele só tem dois caminhos: ou se entrega ou foge”, afirmou um assessor. Segundo ele, o presidente ficou receoso de fazer o telefonema porque não havia feito manifestação pública em defesa de Allan. Na cabeça de Bolsonaro, Allan dos Santos certamente estaria chateado. “Ele foi convencido pelo filho, o Eduardo”, garantiu o assessor.PUBLICIDADE

A conversa, segundo outras fontes do Planalto, não foi longa e não houve discussão. Bolsonaro teria dito ao blogueiro que lamenta a prisão e que a considera ilegal, mas não pode fazer muito. “Você sabe que os caras me tiram se eu fizer algo”, esta teria sido uma parte importante da conversa, segundo a fonte.

Leia também:

1 – Após publicações homofóbicas, torcida do Minas critica bolsonarista Maurício Souza

2 – Novos documentos expõem papel do Facebook na invasão do Capitólio dos EUA

3 – Filha de Bolsonaro vai entrar em colégio militar sem passar por processo seletivo

Allan dos Santos e os conselhos de Bolsonaro

O DCM confirmou com outras pessoas que a ligação de Bolsonaro para Allan dos Santos aconteceu e o teor da conversa. “O presidente disse que o blogueiro não iria conseguir ficar nos EUA por muito tempo sem ser preso”, garantiu um assessor. “Ele disse pro cara se entregar ou ir para outro país, talvez o México”. A menção ao país não é por acaso, afinal é lá que Zé Trovão e Oswaldo Eustáquio estão.