Via porta-voz, Bolsonaro avisa: Major Vitor Hugo segue líder, mesmo após rompimento com Maia

Após rompimento com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e pressão de parlamentares para que o governo troque o líder na casa, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, afirmou que ele fica.
Segundo o porta-voz a ordem do presidente Jair Bolsonaro é mantê-lo na função. “Sobre Major Vitor Hugo, o presidente o fortaleceu na condução da liderança junto à Câmara, bem como tem muita convicção do trabalho a ser desenvolvido também pela deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) e pelo senador Fernando Bezerra (MDB-PE). Então, é um trio de atacantes extremamente bem preparado”, disse Barros.
As críticas feitas pelo presidente da Câmara em reunião de líderes partidários, acusam Major Vitor Hugo de atacar o Legislativo compartilhando mensagem, via WhatsApp, que associa negociações com parlamentares a sacos de dinheiro.

Pelo Twitter, Vitor Hugo se defende dizendo que Maia se sentiu atacado por críticas que havia feito às reuniões fechadas que o presidente da Câmara realiza na residência oficial. O líder do governo negou ter atacado o Congresso e afirmou que tentou se aproximar de Maia desde o início da legislatura, sem sucesso. “Espero, de verdade, que possamos caminhar com as propostas que o País precisa, independentemente de personalismos”, disse Vitor Hugo.