União Europeia dá recado ao Grupo de Lima e rejeita intervenção militar na Venezuela

A União Europeia posicionou-se na manhã desta segunda-feira 25 contra a intervenção militar na Venezuela. “A posição da União Europeia neste contexto é muito clara: é preciso evitar a intervenção militar”, afirmou a porta-voz da diplomacia europeia, Maja Kocijancic. Segundo a porta-voz, a União Europeia quer uma saída “pacífica, política e democrática” para a crise, o que “exclui a violência”. A posição foi manifestada poucas horas antes da reunião do Grupo de Lima, em Bogotá, que vai definir o posicionamento dos países latino-americano frente a crise. l