Ucrânia faz provocação à Rússia em uniforme para Eurocopa e EUA aplaudem; “Amei, glória!”, registrou embaixada em Kiev; governo Biden alimentando tensões

O lançamento da nova camisa da seleção ucraniana gerou um mal-estar entre parlamentares da Rússia e Ucrânia. O uniforme que será usado na disputa da Eurocopa tem, na parte frontal da camiseta, o mapa da Ucrânia com o território da Crimea. Segundo o jornal The Guardian, o modelo foi apresentado no último domingo (6)  nas redes sociais de Andriy Pavelko, dirigente da Associação Ucraniana de Futebol.

A península da Crimea foi pivô de disputas entre os dois países em 2014 e acabou anexada à Rússia após um referendo. O uniforme foi apresentado 5 dias antes do início da competição que será disputada em 11 países, incluindo a Rússia. Em sua publicação, Andriy Pavelko cita a Crimeia como parte do território ucraniano, assim como Donetsk, Luhansk e Kiev.

+ Copa América: jogadores farão testes de covid-19 a cada 48 horas

O mapa da Ucrânia foi estampado no peito da camiseta principal da seleção. A frase “Gloria à Ucrânia!” aparece na gola da camiseta e “Gloria aos heróis” está gravada na parte interna do uniforme. As duas expressões foram usadas pelo exército e por apoiadores durante a revolução de 2014, que depôs o presidente Viktor Yanukovych.

Segundo a agência de notícias russa RIA, o deputado parlamentar russo, Dmitry Svishchev, disse que o uso da Crimeia na camisa da seleção é uma “provocação política” e que a “inclusão de um território russo no mapa da Ucrânia é ilegal“. Ainda de acordo com o jornal inglês, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou em publicação nas redes sociais que as frases usados eram nacionalistas e remetem a um grito de guerra da Alemanha nazista.

A embaixada norte-americana em Kyev fez uma postagem em apoio ao novo modelo de uniforme: “Amei o novo uniforme. Gloria à Ucrânia! #CrimeaisUkraine”https://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?dnt=false&embedId=twitter-widget-0&features=eyJ0ZndfZXhwZXJpbWVudHNfY29va2llX2V4cGlyYXRpb24iOnsiYnVja2V0IjoxMjA5NjAwLCJ2ZXJzaW9uIjpudWxsfSwidGZ3X2hvcml6b25fdHdlZXRfZW1iZWRfOTU1NSI6eyJidWNrZXQiOiJodGUiLCJ2ZXJzaW9uIjpudWxsfSwidGZ3X3R3ZWV0X2VtYmVkX2NsaWNrYWJpbGl0eV8xMjEwMiI6eyJidWNrZXQiOiJjb250cm9sIiwidmVyc2lvbiI6bnVsbH19&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1401813118834126848&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fwww.istoedinheiro.com.br%2Fnovo-uniforme-da-selecao-da-ucrania-gera-revolta-na-europa%2F&sessionId=e3a3d56c07198e5d49703b015cb95030e21754ee&theme=light&widgetsVersion=82e1070%3A1619632193066&width=550px

O conflito entre russos e ucranianos de 2014 gerou um clima de tensão entre os 2 países ao longo dos últimos 7 anos. De acordo com o governo dos Estados Unidos, o número de tropas militares na fronteira é o mais alto desde o referendo de 2014.

A Ucrânia está no Grupo C da Eurocopa com Austria, Holanda e Macedônia do Norte. A Rússia está no grupo B, com Bélgica, Dinamarca e Finlândia. Nenhum jogo da seleção ucraniana na primeira fase será disputado em São Petesburgo (cidade sede da Russia na competição).