The Economist: “Bolsonaro ainda não demostrou que entende seu novo emprego”

BR: A revista britânica The Economist, considerada a mais influente do mundo em assuntos de economia, publicou um duro perfil sobre os primeiros três meses do presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. Para a publicação, “se Bolsonaro não aprender a governar, seu mandato será curto”. O título do texto já adianta o conteúdo: “Bolsonaro, aprendiz de presidente do Brasil”.

Além da instalação de uma série de ruídos que atrapalharam, até aqui, a tramitação da reforma da Previdência, a publicação ataca a ausência de medidas de governo na direção da dinamização da economia.

“Muitos supunham que a chegada do governo de Bolsonaro por si só daria vida à economia. Mas três meses depois ela continua tão moribunda com sempre”, resenha a Economist, conhecida pelas imagens fortes e definitivas.

“O maior problema é que Bolsonaro ainda não mostrou que entende seu novo emprego”, julga a matéria, que contém, ainda, críticas às interferências dos filhos do presidente na política de governo. “Em sua campanha, Bolsonaro denunciou a ‘velha política’ corrupta da barganha no Congresso. No entanto, ele não tem nenhuma estratégia para comandar a legislatura”.