Tasso: “O presidente hoje está claramente buscado desestabilizar o país”

Em entrevistaao Globo, o senador Tasso Jereissati afirma que o presidente Jair Bolsonaro será responsabilizado ao final dos trabalhos da CPI da Covid como “o grande chefe” de uma política desastrosa no enfrentamento à pandemia. “Há vários indícios em várias linhas de investigação, e todas têm uma coisa em comum, que é o Bolsonaro. O problema leva ao Bolsonaro”, afirma o membro titular da comissão parlamentar. “Todos os indícios levam ao grande chefe disso tudo, o grande chefe dessas falhas todas é sem dúvida nenhuma o Bolsonaro, cercado por maus conselheiros.”

“A responsabilização, com certeza, vai chegar ao presidente Bolsonaro. Evidentemente. Porque todas as declarações (dadas à CPI) que coincidem, em todos os aspectos, levam ao grande mentor, não como um grande mentor intelectual, mas o grande ordenador. E aconselhado por uma equipe paralela ao governo oficial, que o levou a esse negacionismo e a essa política desastrosa.”

“A postura dele (Bolsonaro) é provocadora. Parece-me que ele já passou do limite de fazer algum tipo de enfrentamento racional às coisas que estão sendo obtidas na CPI e passou a uma provocação não só à CPI, mas ao país inteiro.”

“Eu acho que o presidente hoje está claramente buscando desestabilizar o país.”