Talibã chega a Cabul e exige rendição do governo do Afeganistão; ministro anuncia ‘transição pacífica do poder’; radicais prometem dar passagem a civis que queiram deixar país

Talibã chegou neste domingo (15) aos arredores de Cabul e cercou a capital afegã por várias frentes, informou o Ministério do Interior do Afeganistão. O grupo terrorista defende uma rendição pacífica do governo afegão.

O gabinete da presidência do Afeganistão afirmou que disparos foram ouvidos em algumas partes de Cabul, mas tranquilizou a população e declarou que a situação está sob controle das forças de segurança.

Já o ministro do Interior, Abdul Sattar Mirzakwal, gravou um vídeo em que garante a “transferência pacífica de poder”.

“Os afegãos não precisam se preocupar, não haverá ataque”, disse o ministro. “Haverá uma transferência pacífica de poder para um governo de transição.”

No entanto, um porta-voz do Talibã fez um “chamado ao presidente Ashraf Ghani” e a outros líderes para que atuem em uma “transição pacífica de poder” ao grupo extremista islâmico.