Só erra; Queiroga faz orçamento da Saúde para combate à pandemia em 2022 com apenas 15% da verba atual; redução irresponsável

Depois de cumprir ‘quarentena’ nos Estados Unidos, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, retomou a rotina sob pressão da CPI da Pandemia e de secretários estaduais da saúde.Reprodução© Reprodução Reprodução

Os secretários de saúde dos Estados cobram de Queiroga posição sobre o Orçamento da Saúde para 2022: reserva apenas R$ 7,1 bilhões para o enfrentamento da pandemia, que representa apenas 17% do montante empenhado em 2020 (R$ 42,2 bi) e 15% do total autorizado em 2021.

O chefe da pasta tem prazo até hoje (7) para prestar à CPI esclarecimentos sobre o Plano Nacional de Imunização de 2022 e a retirada da vacina Coronavac das novas fases de vacinação a partir do ano que vem.