Só Deus salva; Bolsonaro apela para “fé e crença” para solução de inflação, desemprego e juros altos; declaração dentro de templo em Belém

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apelou nesta quarta-feira, 18, para a “fé a e a crença” da população para acabar com o desemprego recorde e inflação.

“Com muitos problemas que temos enfrentado e que não estavam previstos. A pandemia e seus reflexos, uma crise de falta d’água como não visto na história do Brasil. O povo tem sofrido com isso. Tem inflação, tem desemprego. Tem dias, realmente, angustiantes. O que posso dizer aos senhores? Com fé, com vontade, com crença, nós podemos superar esses obstáculos”, disse Bolsonaro durante a celebração do centenário da Assembleia de Deus do Pará, em Belém.

A taxa de desemprego está em nível recorde: 14,6% no trimestre encerrado em maio. São 14,8 milhões de brasileiros em busca de ocupação. Já o IPCA, índice que mede a inflação oficial no país, está acumulado em 9% em 12 meses.

Mais cedo, em uma cerimônia de entrega de casas em Manaus (AM), Bolsonaro culpou governadores e a imprensa pelo avanço da inflação e para mentir novamente sobre decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) na pandemia.

Para Bolsonaro, a adoção de medidas restritivas adotadas por governadores para combater a covid-19 jogou 40 milhões de brasileiros na miséria, mas que o governo “fez a sua parte” criando o auxílio emergencial.

“Apesar de estarmos praticamente alijados do combate à pandemia, a não ser enviando recursos para estados e municípios, trabalhamos e criamos projetos para manter empregos”, declarou Bolsonaro.