Após chamar Nordeste de ‘Paraíba’, presença de Bolsonaro em inauguração de aeroporto na Bahia é rechaçada por senador da direita: “Ele não colocou um real na obra”

O senador Otto Alencar (PSD-BA) afirmou que o presidente Jair Bolsonaro não deveria participar do evento de inauguração do aeroporto de Vitória da Conquista, que acontece amanhã. A solenidade vai ser o primeiro evento do presidente no Nordeste depois de fazer uso do termo “paraíbas” para se referir às pessoas da região. Hoje, em entrevista à Rádio Metrópole, da Bahia, Otto disse que a presença do presidente não se justifica pois ele não participou da obra, que teve 30% de recursos do Estado, 70% de recursos federais (liberados pelos governos Dilma Rousseff e Michel Temer) e foi negociada pelo então governador Jaques Wagner e tocada pelo governo de Rui Costa.

“Ele não colocou um real. Quem colocou foi Dilma e Temer. Ele quer ser pai da obra que não construiu. Ele vai amanhã como engenheiro de obra pronta”, afirmou o senador na entrevista. “A decisão foi de Wagner. Quando Dilma assumiu, assinamos o contrato de 70% do governo federal e 30% do governo estadual. Fui lá várias vezes com o governador ver como estava a obra, o secretário Marcus Cavalcanti, que ficou em meu lugar, foi várias vezes, Wagner foi várias vezes. Quem vai lá amanhã e precisa conhecer é Bolsonaro”, acrescentou, dizendo que não vai comparecer ao evento.