Schwarznegger viraliza no mundo com vídeo em defesa da democracia e contra Trump: “Ele sairá como pior presidente da história, mas logo será tão irrelevante como um tuíte velho”

O ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger publicou um vídeo no Twitter neste domingo (10.jan.2021) no qual condena a invasão ao Capitólio, sede do Congresso norte-americano, por apoiadores de Donald Trump na última 4ª feira (6.jan.2021).

Do partido Republicano, mas crítico a Trump, o ator disse que o presidente norte-americano logo será irrelevante como um tweet velho.

“Ele sairá como o pior presidente da história. A parte boa é que em breve será tão irrelevante quanto uma mensagem velha no Twitter”, afirmou.

Austríaco naturalizado norte-americano em 1983, Arnold Schwarzenegger comparou a invasão a um dos momentos mais sombrios do nazismo: a Noite dos Cristais.

“Quarta-feira foi a Noite dos Cristais bem aqui nos Estados Unidos. Os vidros quebrados foram os das janelas do Capitólio norte-americano”, diz o ator. “Mas a turba não quebrou apenas as janelas do Capitólio. Ela quebrou as ideias que considerávamos como garantidas.”

A Noite dos Cristais foi um grande ato violento organizado pelo governo alemão nazista ocorrido de 9 para 10 de novembro de 1938 contra os judeus que residiam na Alemanha. Cerca de 100 pessoas foram mortas, mais de 1.000 sinagogas foram destruídas, e milhares de cemitérios, casas e escolas judaicas foram vandalizadas. “Noite dos Cristais” faz referência aos cacos de vidros que se espalharam pelas grandes cidades alemãs após o episódio.

Nascido em 1947, 2 anos depois do fim da 2ª Guerra Mundial, Schwarzenegger diz ter crescido cercado por homens que, para lidar com a culpa de terem participado do “mais odioso regime da história“, bebiam sem parar.

“Nem todos eles eram extremistas antissemitas ou nazistas, muitos apenas se juntaram, passo a passo, pelo caminho. Eram pessoas que viviam nas casas ao lado da minha”, diz.

Ao falar sobre uma lembrança “nunca compartilhada tão publicamente antes”, o ator disse que seu pai era um desses homens e que chegava bêbado em casa algumas vezes na semana e gritava e batia nos filhos.

“Eu não o culpo totalmente, porque o nosso vizinho estava fazendo a mesma coisa com a família dele, assim como o próximo vizinho. Eles sofriam dores físicas devido aos fragmentos em seus corpos e sofriam dores psicológicas devido ao que viram e fizeram.”

Para Schwarzenegger, o que houve no passado teve início com “mentiras e intolerância”. “Vindo da Europa, eu vi em primeira mão como as coisas podem sair do controle. Sei que há um temor neste país e em todo o mundo que algo assim possa acontecer outra vez aqui. Não acredito que vá acontecer, mas precisamos estar conscientes das terríveis consequências do egoísmo e do cinismo”, disse.

Para o ex-governador, Trump não apenas buscou reverter os resultados de “uma eleição justa”, mas também buscou promover um golpe ao enganar as pessoas com mentiras. “Meus pais e meus vizinhos foram enganados com mentiras, e eu sei a que lugar as mentiras levam.”

Assista o vídeo de 7 minutos e 39 segundos publicado por Arnold Schwarzenegger:https://platform.twitter.com/embed/index.html?dnt=false&embedId=twitter-widget-0&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1348249481284874240&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fwww.poder360.com.br%2Finternacional%2Ftrump-logo-sera-irrelevante-como-um-tweet-velho-diz-arnold-schwarzenegger%2F&theme=light&widgetsVersion=ed20a2b%3A1601588405575&width=550px