Santos Cruz bate duro: “O grande traidor desse País se chama Jair Mesias Bolsonaro”, diz ex-ministro; “Ele não tem ingenuidade, tem sem-vergonhice!”

“Não tem ingenuidade, tem ‘sem-vergonhice’. Prometer uma coisa, e depois não fazer. Você não pode considerar um parlamentar que tinha 28 anos de Câmara como ingênuo”, disse aos jornalistas Fabíola Cidral, Josias de Souza e Carla Araújo. Ele foi questionado sobre a promessa de negociação política sem “toma lá, dá cá”

O general Santos Cruz (Podemos), ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo, chamou, durante o UOL Entrevista hoje (2), o presidente Jair Bolsonaro (PL) de ‘sem-vergonha’ e ‘traidor’. “Não tem ingenuidade, tem ‘sem-vergonhice’. Prometer uma coisa, e depois não fazer. Você não pode considerar um parlamentar que tinha 28 anos de Câmara como ingênuo”, disse aos jornalistas Fabíola Cidral, Josias de Souza e Carla Araújo. Ele foi questionado sobre a promessa de negociação política sem “toma lá, dá cá”.

“O grande traidor desse país se chama Jair Messias Bolsonaro. Ele destruiu todas as instituições por onde teve alguma atuação mais intensa”, afirmou Santos Cruz.