Saiu! Acuado pela Polícia Federal por suspeita de contrabando de madeira, Ricardo Salles pede demissão; fim de gestão sombria; assista

O polêmico Ricardo Salles não é mais ministro do Meio Ambiente do governo Bolsonaro. Ele pediu demissão hoje, por volta das 17 horas, por meio declaração pública em Brasília. Salles é investigado pela Polícia Federal por suspeito de contrabando de madeira para os Estados Unidos.

Depois de dois anos e meio no cargo, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, deixou o comando da pasta. Ele não resistiu ao desgaste provocado pelas suspeitas de envolvimento num esquema ilegal de retirada e venda de madeira e acabou anunciando hoje o seu pedido de demissão. Salles será substituído pelo atual Secretário da Amazônia e Serviços Ambientais, Joaquim Álvaro Pereira Leite.

A situação do ministro se tornou insustentável por causa das investigações e também pelo desgaste provocado pela substituição de mais um delegado da Polícia Federal que participava de investigações a seu respeito. Apesar da ligação política muito forte com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro reconheceu que o desgaste de sua permanência no cargo era irreversível e a demissão foi consumada nessa tarde em anúncio no Palácio do Planalto.