Quem agora provoca a China é o chanceler Araújo: “Precisamos enfrentar também o comunavírus”; “Pandemia para instaurar o comunismo”, tuíta