“Quando o sr. vai apresentar as provas da fraude eleitoral?” Pergunta simples, mas indigesta de apoiadora, tira humor de Bolsonaro, que não responde: “A sra. é jornalista?”

Quase dois meses após dizer que apresentaria provas de que houve fraude na disputa eleitoral de 2018, o presidente Jair Bolsonaro deixou apoiadores sem resposta nesta quinta-feira, 7, ao ser questionado sobre o assunto. A pergunta partiu de uma mulher que o esperava em frente ao Palácio da Alvorada. “Quando o senhor vai apresentar as provas da fraude eleitoral?”, indagou a apoiadora, vestida de amarelo. “A senhora é jornalista?”, devolveu o presidente, ignorando a pergunta. Ela disse não ser.O presidente da República, Jair Bolsonaro, na portaria do Palacio da Alvorada, em Brasilia © Dida Sampaio/Estadão O presidente da República, Jair Bolsonaro, na portaria do Palacio da Alvorada, em Brasilia

No dia 9 de março, em viagem aos Estados Unidos, o presidente disse que, se não fosse por tais fraudes, ele teria sido eleito no primeiro turno em 2018. “Pelas provas que tenho em minhas mãos, que vou mostrar brevemente, eu tinha sido, eu fui eleito no primeiro turno, mas no meu entender teve fraude”, afirmou Bolsonaro na ocasião.

O então candidato do PSL à Presidência da República venceu as eleições no segundo turno, quando obteve 55,13% dos votos. No primeiro turno, Bolsonaro conseguiu 46,03% dos votos válidos, o que não foi suficiente para liquidar a disputa imediatamente.

Em despacho no domingo, 4, o juiz José Vidal Silva Neto, a 4ª Vara Federal do Ceará, mandou Bolsonaro se manifestar em até cinco dias na ação civil pública que cobra a apresentação das supostas “provas” de fraude nas eleições de 2018. O despacho foi deferido no processo apresentado pelo deputado federal Célio Studart (PV-CE).

Na semana passada, o presidente reafirmou posição de supostas fraudes nas eleições, afirmando a eleitores que teria sido eleito em primeiro turno, mas recusou-se a apresentar provas para sustentar as declarações. Bolsonaro se limitou a dizer que elas seriam apresentar “juntamente com um projeto de lei” sobre o tema.