Punição no crédito; Deutsche Bank interrompe concessão de empréstimos à Organização Trump

Grandes empresas, plataformas de tecnologia, bancos e organizações norte-americanas anunciaram rompimento com Donald Trump após apoiadores do presidente invadirem o Capitólio, Congresso dos Estados Unidos, na semana passada.

Nesta 3ª feira (12.jan.2021), o Deutsche Bank decidiu interromper a concessão de empréstimos à Organização Trump, que reúne diversos empreendimentos do republicano. A informação é da Deutsche Welle.

O maior banco alemão se junta ao grupo que já reúne mais de 20 organizações que divulgaram medidas em retaliação ao mandatário norte-americano, que contesta a vitória do candidato democrata Joe Biden nas eleições realizadas em 3 de novembro.

Entre as ações estão a suspensão de doações para campanhas eleitorais de Trump e de congressistas que votaram contra a certificação do resultado das eleições e o cancelamento de negócios com empresas do presidente.

No ramo da tecnologia, ao menos 12 plataformas anunciaram a suspensão de perfis e publicações ou limitaram o acesso do presidente às redes sociais.

No campo da educação superior, universidades cancelaram prêmios concedidos a Trump. O advogado Rudolph Giuliani também foi retaliado pela Middlebury College, que está reconsiderando um título concedido ao defensor do presidente.

Eis a lista:

PLATAFORMAS DE TECNOLOGIA

  • Facebook;
  • Instagram;
  • TikTok;
  • Snapchat;
  • Pinterest;
  • Discord;
  • YouTube;
  • Twitch;
  • Reddit;
  • Twitter;
  • Shopify;
  • Stripe.

GRANDES EMPRESAS

  • Amazon;
  • AT&T;
  • Dow;
  • Hallmark;
  • American Airlines;
  • BP;
  • The Blue Cross Blue Shield Association;
  • Marriott International;
  • Coca-Cola Company;
  • Airbnb;
  • FedEx.

INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS

  • JP Morgan Chase;
  • Deutsche Bank;
  • Goldman Sachs;
  • Citigroup;
  • Morgan Stanley;
  • Visa PAC;
  • American Express;
  • Mastercard.

EDUCAÇÃO SUPERIOR

  • Lehigh University;
  • Wagner College on Staten Island;
  • Middlebury College.