Promessa de desconstrução do Brasil feita por Bolsonaro mostra compromisso zero com reformas

BR: Com força e negatividade repercute no Brasil o discurso feito pelo presidente Jair Bolsonaro, na embaixada brasileira em Washington, ontem à noite, no qual ele pontou que antes de construir uma obra em benefício do país será preciso, para ele, “desconstruir muito do que está aí”.

O colunista Ricardo Noblat fez uma crítica ferina em sua conta no Twitter.

“O grave no discurso de Bolsonaro não foram os erros de concordância, o vocabulário de um analfabeto funcional, a ausência de ideias. Foi ele dizer que, mais do que construir, veio para destruir. Ele pouco liga para as reformas que o país precisa”.

Aguarda-se alguém do governo dizer, em breve, que o presidente não quis dizer o que disse. A confirmação não faz sentido, a não ser que a maioria acredite, como quis mostrar Bolsonaro, que o país, antes dele, estava à beira do comunismo. Estava? c