Por whatsapp, servidor da Saúde negociou Covaxin antes de contato formal; conversas envolveram coronel Blanco; dias 3, 4 e 9 de fevereiro

A Davati Medical Supply negociou vacinas com o então diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, antes mesmo de apresentar propostas à pasta.

A negociação informal envolvia Cristiano Carvalho, representante da vendedora de vacinas no Brasil, e Marcelo Blanco, coronel da reserva e ex-assessor de Dias na Saúde.

Em uma das conversas, Luiz Paulo Dominghetti, que denunciou suposto pedido de propina na aquisição do imunizante, é citado nas negociações.

As conversas ocorreram em 3, 4 e 9 de fevereiro, por WhatsApp.