Por bem ou na marra; CPI pede condução coercitiva de Carlos Wizard, que não atendeu chamado para depor; eminência do gabinete paralelo

PI da Pandemia decidiu pedir condução coercitiva do empresário Carlos Wizard Martins, que participou do gabinete paralelo do governo Bolsonaro nesta quinta (10).

Ele foi citado pela comissão.

A solicitação para a Justiça ocorre porque Wizard não respondeu à notificação para depor na semana que vem.

Essa informação é do vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues, à jornalista Basília Rodrigues da CNN Brasil.

Basilia escreveu o seguinte no Twitter:

Contamos na @CNNBrasil : CPI da Pandemia decidiu pedir condução coercitiva do empresário @CarlosWMartins  à justiça porque ele não respondeu à notificação para depor na semana que vem. A informação é do vice-presidente da comissão, @randolfeap , à coluna.