Brasília - Segurança no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil)

Planalto gastará perto de R$ 500 mil em ternos e gravatas para seguranças de Bolsonaro

A informação não condiz com o discurso de austeridade do governo, mas está no bem informado O Antagonista, um dos principais apoiadores da atual gestão na mídia eletrônica.

Retomando uma licitação aberta no governo Temer, a administração Bolsonaro está cotando preços para ‘manter alinhada’ a turma de seguranças da Presidência da República. Quem publica o edital é o Gabinete de Segurança Institucional, chefiado pelo general Augusto Heleno. Para ternos e gravatas, a verba é de R$ 500 mil.

Na proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo à Câmara, um dos pontos é reduzir um salário mínimo para R$ 400 o benefício de prestação continuada aos idosos de baixa renda.