Pannunzio: “Se pessoas com antecedentes criminais não puderem ser fontes, a imprensa não poderá consultar metade do Congresso”

BR: O jornalista Fabio Pannunzio, da Rede Bandeirantes, reagiu com fina ironia aos argumentos do ministro Sergio Moro, da Justiça, de que fontes de informação com antecedentes criminais não podem ser dadas como confiáveis pela mídia.

Pelo Twitter, Pannunzio disparou:

“36 horas depois (da prisões de suspeitos de hackeamento dos celulares de Moro e Deltan Dallganol), ainda não está claro como os diálogos pornográficos entre Moro e Dallagnol saíram das mãos dos hackers e chegaram a @ggreenwald. Se “pessoas com antecedentes criminais” não puderem ser mais ser “fonte de confiança”, a imprensa não poderá consultar metade do Congresso”.

Ou um tanto mais, colega!