NYT: a conselho e com apoio de Trump, Bolsonaro vai tentar golpe no Brasil em 2022; tática passa por inflamar eleitores, desacreditar Justiça e jogar com o antipetismo e o perigo vermelho

O The New York Times noticiou nesta quinta (11) que Bolsonaro está seguindo o plano de Donald Trump para dar um golpe em 2022. Com a popularidade caindo, o presidente brasileiro quer seguir os passos do seu ídolo americano. O objetivo é inflamar seus eleitores e tentar melar o pleito do ano que vem.

A reportagem relatou uma conferência onde são reproduzidas declarações de Trump e menções à China. Porém, o jornalista deixou claro que tudo isso está ocorrendo em reuniões da extrema-direita do Brasil. E não nos grupos radicais dos Estados Unidos.PUBLICIDADE

O repórter detalha passo a passo de como Bolsonaro quer seguir o mesmo comportamento de Donald. “”Depois de atacar os resultados da eleição presidencial dos Estados Unidos, em 2020, o ex-presidente Donald Trump e seus aliados estão exportando a mesma estratégia para a maior democracia da América Latina. Trabalhando para apoiar a candidatura de Bolsonaro à reeleição no próximo ano. E assim ajudam a semear a dúvida no processo eleitoral brasileiro, caso ele seja derrotado”, diz trecho da reportagem.https://6c32dad5a2ad2b2650154d5f889f5b93.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Leia mais:

1 – Suspeitas de mal da vaca louca no RJ não têm relação com consumo de carne

2 – Mortos em queda de avião no interior do Tocantins são identificadoshttps://6c32dad5a2ad2b2650154d5f889f5b93.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

3 – Gilberto Gil é eleito para a Academia Brasileira de Letras e vai ocupar a cadeira 20

New York Times fala da desmoralização do Brasil com Bolsonaro

Bolsonaro tem tido um governo desastroso, segundo o New York Times. O presidente tem feito o Brasil ficar isolado e o apoio de Trump é visto como algo importante para mudar esse cenário.PUBLICIDADE

O jornal termina destacando que o governante brasileiro foi eleito em 2018 com o mesmo discurso reacionário de Trump. E que seguirá do mesmo jeito em 2022 para ser reeleito.