Novo cavalo de batalha; Bolsonaro teme que TSE exija passaporte de vacinação para votar em outubro; mobilização de aliados negacionistas

O presidente Jair Bolsonaro (PL) elevou seus níveis de cortisol ao receber a notícia que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve pautar, em breve, uma discussão sobre exigir passaporte de vacina para que o eleitor possa votar nas eleições.

Segundo apurou o DCM, o mandatário recebeu um deputado do Centrão que falou sobre a possibilidade. Bolsonaro demonstrou preocupação já que a maioria de seus eleitores são negacionistas e antivacina.

Ano passado, o deputado Félix Mendonça Júnior (PDT/BA) foi quem apresentou na Câmara um projeto de lei exigindo que os eleitores estejam devidamente imunizados para votar nas eleições deste ano.https://dff84fe36951f1b406f191838a57a757.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Leia também:

1- De olho no governo de SP, Weintraub não avisou se deixará Banco Mundial

2- Lula celebra 17 anos do PROUNI: “Permitiu que filho de trabalhador virasse doutor”https://dff84fe36951f1b406f191838a57a757.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

3- Netinho se aproxima de partido de Roberto Jefferson e pretende disputar as eleições

Bolsonaro estuda estratégia para derrubar exigência

A ideia do presidente é reunir seus aliados mais radicais para combater que a possibilidade da aprovação por parte do TSE. O mandatário chamou a ideia de “ditadura”, já que não pretende se vacinar.

A medida altera a lei 9.504, de setembro de 1997, e deveria valer enquanto durar a pandemia. De acordo com o texto de Mendonça, para os eleitores terem acesso à seção eleitoral vão ter que comprovar que estão com a vacinação completa contra a Covid-19.