Nova York declara ‘emergência de desastre’ por aumento de casos de Covid; prioridade aos contagiados pela doença

O Estado norte-americano de Nova York declarou na 6ª feira (26.nov.2021) “emergência de desastre” devido ao aumento no número de casos de covid-19 e internamentos pela doença. Com a medida, o Departamento de Saúde estadual pode limitar a realização de procedimentos médicos considerados não essenciais e não urgentes e, assim, priorizar os doentes com covid.

Continuamos a ver sinais de alerta de picos da covid neste inverno [no hemisfério norte] e, embora a nova variante do ômicron ainda não tenha sido detectada no Estado de Nova York, ela está chegando”, escreveu a governadora Kathy Hochul em seu perfil no Twitter.

Por meio dessa ação [declaração de ‘emergência de desastre’], também conseguiremos adquirir suprimentos essenciais com mais rapidez para combater a pandemia”, completou a governadora, pedindo que a população se vacine contra a covid.

Segundo o medidor Worldometer, o número de novos casos diários voltou a subir a partir de agosto –com uma ligeira queda em meados de outubro. Na 6ª feira (26.nov), foram 5.785.

A nova variante do coronavírus, chamada inicialmente de  B.1.1.529, foi detectada pela 1ª vez na África do Sul. A cepa recebeu o nome de ômicron e foi classificada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como uma “variante de preocupação”, por ser mais transmissível e representar um maior risco de letalidade.