Noblat: Não se pode incomodar Moro, sob pena de perseguição

BR: O jornalista Ricardo Noblat criticou o posicionamento do Ministério da Justiça de determinar à Polícia Federal uma investigação sobre como os vazamentos de diálogos entre o ministro Sergio Moro e procuradores da força-tarefa da operação Lava-Jato chegaram ao site The Intercept Brasil.

Acompanhe o tuíte do colunista da revista Veja:

“Se Moro continuar ministro da Justiça, a Polícia Federal estará autorizada a investigar a vida financeira de jornalistas que publicarem reportagens que provoquem embaraços – hoje, a ele, Moro, amanhã, a quem mais?”