Netanyahu diz que escritório comercial é 1º passo para Embaixada do Brasil em Jerusalém “no ano que vem”

o participar na manhã de ontem da inauguração do escritório de negócios do Brasil em Jerusalém, o primeiroministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que a iniciativa é “parte do compromisso do presidente Jair Bolsonaro de abrir uma embaixada em Jerusalém no ano que vem”. Netanyahu, acompanhado da mulher, Sara, falou com Bolsonaro antes da cerimônia, por uma ligação de vídeo feita pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSLSP), que estava presente.

— Nós respeitamos e apreciamos o comprometimento do presidente Bolsonaro, primeiro em abrir este escritório, que é algo que nós decidimos na visita dele quase um ano atrás. E seu compromisso de abrir a embaixada em Jerusalém, algo que sabemos atender os interesses do Brasil e de Israel. (…) Nós temos uma canção na tradição judaica que diz “ano que vem, em Jerusalém”, então agora eu digo, ano que vem a embaixada do Brasil em Jerusalém — reiterou Netanyahu, em entrevista após a cerimônia.

A abertura do escritório da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) foi uma maneira de contornar as pressões contrárias à transferência da embaixada brasileira, hoje em Tel Aviv, como a maioria das missões estrangeiras em Israel. A ocupação israelense do setor oriental (árabe) de Jerusalém é considerada ilegal pela ONU, e os palestinos reivindicam a área como capital do seu futuro Estado, informa O Globo.