Negacionista até o fim; vereador que recusou vacina morre de Covid-19

Morreu nessa sexta-feira Thirles Santos (PSL), vereador de Uberlândia, vítima de complicações da covid-19. O parlamentar tinha 34 anos e foi o autor do projeto de lei que queria desobrigar o uso de máscara na cidade. 

Notícias relacionadas

Thirles estava internado desde agosto e intubado nos últimos 15 dias. Em situação grave, já não tinha resposta dos pulmões ao tratamento e passaria nessa semana por uma traqueostomia. https://082eb573f9c14715f0687ab62ca93ea2.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

O vereador defendia que as pessoas vacinadas já não precisavam usar máscaras e justificava que a proteção, em uso prolongado, poderia agravar sintomas de pessoas com problemas respiratórios, pois o “ar quente dificulta a respiração” e pode causar “ansiedade”.

Thirles também afirmou que não tomaria a vacina em um primeiro momento e esperaria mais pela imunização.

A morte foi confirmada pela Câmara Municipal de Uberlândia, por meio de nota. “O vereador Thiarles Santos deixou sua história e legado na Câmara Municipal de Uberlândia nestes 7 meses e 20 dias que passou conosco. Como integrante do Poder Legislativo Municipal, o vereador teve como função primordial representar os interesses da população perante o Poder Público, ouvindo o que os seus eleitores e o povo de Uberlândia desejavam, propondo e aprovando esses pedidos na Câmara Municipal e fiscalizando se o prefeito e seus secretários estavam colocando essas demandas em prática”.