Mourão sobre risco de golpe em gestação: “Zero. Pode botar quem quiser, não tem ruptura institucional”

O vice-presidente, Hamilton Mourão, rechaçou nesta terça-feira (30), em conversa com o blog, qualquer risco de ruptura institucional com a troca dos comandantes das Forças Armadas.

Questionado pelo blog sobre se a mudança no Exército, com a saída de Edson Pujol, poderia levar a uma ruptura institucional, ele respondeu:

‘’Zero. Pode botar quem quiser, não tem ruptura institucional. As Forças Armadas vão se pautar pela legalidade, sempre”.

Mourão é general da reserva e, assim como Pujol, respeitado entre os pares no Exército.

Para o vice, o país precisa focar no que realmente importa no momento: o combate à pandemia.