Morre genial João Gilberto, aos 88 anos, e Brasil da Bossa Nova fica em definitivo no passado

O Brasil da Bossa Nova acaba de ficar para trás, portanto menos musical e mais triste: morreu João Gilberto, o pai da Bossa Nova, aos 88 anos. A causa da morte ainda não é conhecida.

João revolucionou a música popular brasileira e é um grande marco da nossa cultura.

Seu filho João Marcelo publicou no Facebook:

“Meu pai morreu. Sua luta foi nobre, ele tentou manter a dignidade. Eu agradeço minha família (meu lado da família) por estar lá para ele, e Gustavo por ser um amigo verdadeiro para nós, e cuidar dele como um de nós. Por fim, gostaria de agradecer Maria do Céu por estar ao lado dele até o fim. Ela era uma amiga verdadeira dele”.

Ele deixou três filhos, João Marcelo, Bebel e Luisa.

A bossa nova foi consolidada graças a ele e o artista inspirou uma grande geração de músicos como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque.

Gilberto lançou novo jeito de cantar e de tocar violão ainda na década de 1960 a partir de uma trilogia revolucionária de discos. Além de um legado imenso, ele nos deixa clássicos como a maravilhosa “Chega de Saudade” em 1958.

Descanse em paz!