Mônica Bergamo revela mais sobre criminalização de Bolsonaro a negociações políticas: “Não vou jogar dominó com o Lula e o Temer no xadrez”

BR: O presidente Jair Bolsonaro reafirmou a empresários sua completa indisposição para negociar cargos com deputados e senadores em troca de aprovar a reforma da Previdência e outros projetos. “Não vou jogar dominó com Lula e o Temer no xadrez”, disse Bolsonaro para deixar claro que vê as negociações políticas na raiz do sistema de corrupção que ele prometeu combater.

Acompanhe:

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na terça (26) a empresários que o visitaram em Brasília que não pretende alterar seu comportamento em relação à articulação política com o Congresso.

Ele voltou a reafirmar que não negociará cargos com os deputados e senadores nos moldes tradicionais. 

E disse mais: “Não vou jogar dominó com o Lula e o Temer no xadrez”.

Bolsonaro credita o infortúnio por que passam os dois ex-presidentes a negociações pouco republicanas durante seus respectivos governos. Lula foi condenado e preso. Michel Temer foi detido na semana passada e libertado na segunda (25)

Na semana passada, no Chile, Bolsonaro disse aos jornalistas, que o questionavam sobre a crise com a Câmara dos Deputados: “O que é articulação? O que está faltando eu fazer? O que foi feito no passado? Eu não seguirei o mesmo destino de ex-presidentes, pode ter certeza disso”.

Na conversa com os empresários, que integram o grupo Brasil 200 e entregaram ao presidente uma carta em apoio à reforma da Previdência, Bolsonaro disse ainda que as propostas não foram feitas para o bem dele, Bolsonaro –e sim para todo o país.