Miriam Leitão: presença de Eduardo Bolsonaro na Casa Branca com pai e Trump é humilhação ao Itamaraty; onde está, afinal, o chanceler?

BR: A presença do deputado federal Eduardo Bolsonaro no ponto alto da viagem do presidente Jair Bolsonaro à Washington, no lugar que, em tese, deveria ser do chanceler Ernesto Araújo, está sendo visto por embaixadores como uma humilhação ao Itamaraty, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

O momento ocorreu na Casa Branca, quando Eduardo presenciou, sentando numa confortável poltrona dentro da sala, ao pai ser recebido pelo presidente Donald Trump. A pergunta que não quer calar é: onde estava o chanceler Ernesto Araújo nessa hora? A apuração da humilhação registrada entre embaixadores do Itamaraty é da colunista Miriam Leitão, do jornal O Globo.