Ministro promete “escangalhar ao máximo a vida” de quem vazou foto da redação do Enem; aplicador de prova é suspeito

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que a foto com o teor da prova do Enem que vazou no início da tarde deste domingo, 3, não provocou danos ao exame e, em sua avaliação, não abrirá brechas para pedidos na Justiça para a anulação da prova. Análises feitas até o momento, de acordo com ele, indicam que o vazamento teria sido provocado por um aplicador de provas que, notando a ausência de três candidatos, teria aberto os cadernos e fotografado.

Weintraub disse esperar que rapidamente a pessoa envolvida seja encontrada. Questionado sobre quais seriam as penas que o autor do vazamento estaria submetido, o ministro afirmou que a intenção seria “escangalhar ao máximo a vida dele”. “A gente vai atrás de absolutamente tudo para que essa pessoa pague pela má-fé e falsidade”, disse.