Ministro produz pérola de destruição da história: “Que diferença faz saber quem é Chico Mendes neste momento?”

Desta vez não foi apenas a perda de uma chance de ficar calado. No programa Roda Viva, da TV Cultura, exibido na noite da segunda-feira 11, o que fez o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, foi um serviço à desinformação histórica.

Perguntado pelo apresentador do programa, Ricardo Lessa, qual a sua opinião sobre Chico Mendes, o ministro respondeu: “Eu não conheço o Chico Mendes, eu escuto histórias de todos os lados. Do lado dos ambientalistas mais ligados à esquerda, o enaltecimento de Chico Mendes. E das pessoas que são do agro, que são da região, dizem que Chico Mendes não era isso que é contado. Dizem que usava os seringueiros pra se beneficiar. O fato é que é irrelevante, que diferença faz quem é Chico Mendes nesse momento?”, afirmou.

De sua posição, Salles já sente a repercussão de suas palavras. A reprodução da notícia multiplicou a disseminação de uma informação bastante constrangedora para ele:

Salles foi condenado por improbidade administrativa por ter fraudado um Plano de Manejo de uma APA para favorecer empresários quando era o secretário do Meio Ambiente do ex-governador tucano Geraldo Alckmin em São Paulo.