Mendonça adula senadores para ter seu nome aprovado ao STF; favorito de Bolsonaro já esteve com 40 dos 81 membros da Casa

Apontado como favorito do presidente Jair Bolsonaro para assumir a próxima vaga no STF, o advogado-geral da União, André Mendonça, tem feito um esforço para driblar as objeções ao seu nome no Senado. Ele já se reuniu com 40 dos 81 membros da Casa e amanhã deverá ter um encontro com o grupo ‘Vanguarda’, formado por DEM, PL e PSC, que agrega 11 senadores no total. Mendonça enfrenta resistência por parte das duas maiores bancadas do Senado, a do MDB, com 15 parlamentares, e do PSD, com 11 integrantes.

Até mesmo aliados do governo, como o ex-presidente da Casa Davi Alcolumbre, não tem Mendonça como opção preferencial. A aprovação do nome para o STF depende do aval de ao menos 41 senadores, em votação secreta. Interlocutores de Mendonça minimizam a resistência e dizem a recepção tem sido positiva no Senado após as conversas iniciais.