Mario Frias culpa “herança maldita” do PT por incêndio na Cinemateca; em Roma, sem pressa de voltar

O atual secretário especial da Cultura, Mario Frias, resolveu apontar dedos e culpar indiretamente o governo do Partido dos Trabalhadores (PT) pelo triste incidente do recente incêndio na Cinemateca Brasileira.

A acusação do secretário foi feita após um tweet do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) que apontou o fato de Frias estar em Roma, enquanto no Brasil a importante instituição queimava.

“BOLSONARISMO É ISSO: Enquanto a Cinemateca do Brasil queima, o secretário especial de Cultura, Mario Frias, e seu braço direito, André Porciuncula, estão em Roma”, escreveu Pimenta.

https://37668982e3761b0893a8de794af40575.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

O secretário da Cultura não gostou de ser citado e resolveu responder ao tweet do deputado, afirmando que se a Cinemateca chegou ao péssimo estado de conservação em que se encontrava, foi por herança do governo do PT.

“O estado que recebemos a Cinemateca é uma das heranças malditas do governo apocalíptico do petismo, que destruiu todo o estado para rapinar o dinheiro público e sustentar uma imensa quadrilha de corrupção e sujeira criminosa. Não tivessem feito isto, teríamos verba para criar mil novas Cinematecas” ele acusou.

Não demorou muito para a troca de farpas ficar mais intensaPimenta soube da resposta de Frias e imediatamente deu uma resposta bem direta e irritada.