Marília Mendonça foi #EleNão, defendeu “conquistas que não podem ser apagadas” e rechaçava Bolsonaro: “Não é uma questão de opinião política, é uma questão de bom senso”

A cantora Marília Mendonça teve importante participação nas eleições de 2018, quando foi uma das poucas artistas do sertanejo a participar da campanha “EleNão. Ela relatou aos fãs que era contra a vitória de Jair Bolsonaro e acabou sendo alvo de ataques. Por conta da pressão, apagou a publicação em que criticava o então candidato.

“Não é uma questão de opção política, é uma questão de bom senso! A favor do amor e das nossas conquistas que não podem ser apagadas assim”, escreveu Marília. Ela seguiu caminho opostos de Gusttavo Lima, Eduardo Costa, entre outros que apoiaram o atual presidente.PUBLICIDADE

A publicação foi apagada e ela explicou que sua família recebeu ameaças de morte por causa do posicionamento. “Deixo aqui o meu pedido de desculpas a todos os homens, por em um instante de loucura acreditar que uma opinião não feriria vocês”, ironizou na ocasião.

Confira a postagem: