O IVA é o Imposto sobre Valor Agregado

Maia quer reforma tributária de Appy e Hauly e avisa que texto de Cintra, pelo governo, não será principal

BR: O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, vai levar adiante o projeto de reforma tributária produzido pelo economista Bernardo Appy, que tem contribuições do ex-deputado Luiz Carlos Hauly. Maia avisou a aliados, porém, que não dará vida fácil ao projeto que será apresentado pelo governo, sobre o mesmo tema, cuja autoria principal é do secretário da Receita, Marcos Cintra. A informação é da jornalista Andreia Sadi, da Globonews.

Maia garantiu que o texto-base da reforma tributária não será o do governo, apesar de informar que aceitará as contribuições oficiais a respeito. O presidente da Câmara não quer dar cartaz a Cintra, um antigo aliado do ex-governador Paulo Maluf, em São Paulo, que carregou a bandeira do ‘imposto único’ e, assim que chegou ao governo, avisou que abria mão dessa ideia.

Cintra, especialmente, irritou Maia quando, no início deste ano, atacou os deputados federais em postagem nas redes sociais, nos seguintes termos: “Já que os deputados acham que seus pedidos não estão sendo atendidos e não se mostram dispostos a apoiar a Nova Previdência, que a sociedade se articule para cobrar de seus representantes as razões que justifiquem eles sacrificarem o país e fazerem o povo pagar a conta”.