Lula mira Guedes e acerta em cheio: “Destruidor de nações, mente mais que Bolsonaro e vende ilusões”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta 3ª feira (16.nov.2021) que o ministro da Economia, Paulo Guedes, mente mais que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em seu discurso na conferência sobre o Brasil no Sciences Po (Instituto de Estudos Políticos de Paris), o petista afirmou, em relação à recuperação da economia do Brasil, que Guedes “vende ilusões” 

“Esse Guedes é efetivamente um destruidor de nações. Vocês vão saber como é que a gente vai poder consertar esse país depois que o povo democraticamente eleger um outro Presidente da República porque o Guedes mente demais. Mente mais que o Bolsonaro e vende ilusão”, declarou o petista.

Assista ao trecho (3 min 28 seg):https://www.youtube.com/embed/4WuuhRmWUr8?autoplay=0&showinfo=1&wmode=opaque&modestbranding=1&enablejsapi=1&fs=1&rel=0&origin=https%3A%2F%2Fwww.msn.com&widgetid=2Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de PrivacidadeTermos)

Em sua fala, Lula afirmou que “ninguém investe” no Brasil porque “ninguém acredita em mentiras”.

“O dinheiro só vai onde tem possibilidade de ganhar. Ninguém investe porque o cara é militar. Ninguém investe porque o cara é evangélico. Ninguém investe porque o cara é grosso com mulher. Ninguém investe porque o cara não gosta de negro. Ninguém investe porque o cara faz queimada na Amazônia. Ninguém investe porque o cara gosta de ser violento com os índios”, disse em referência a Bolsonaro.

Segundo o petista, as pessoas só vão investir no país quando um governo tiver “credibilidade”“A gente percebe que um Presidente da República que levanta todo dia 5 horas da manhã para contar no mínimo 5 mentiras através de fake news não vai ganhar credibilidade”, declarou.

Eis o trecho (1 min 27 seg):https://www.youtube.com/embed/_-C3IBmTP2E?autoplay=0&showinfo=1&wmode=opaque&modestbranding=1&enablejsapi=1&fs=1&rel=0&origin=https%3A%2F%2Fwww.msn.com&widgetid=1Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de PrivacidadeTermos)

Programa social

Lula também afirmou que o Bolsa Família, criado em 2003 pelo governo do ex-presidente, foi “destruído” por ser “um símbolo do governo do PT”.

“Programas sociais foram abandonados ou descontinuados […] Isso [Bolsa Família] acabou porque eles entenderam que era um símbolo do governo do PT e era preciso destruir para construir mais uma mentira que é um tal de Auxilio Brasil”, disse.

Segundo Lula, a medida é “para ver se o governo consegue melhorar um pouco nas pesquisas de opinião pública”.

O programa social começará a ser pago na 4ª feira (17.nov.2021) para as 14,5 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família. Eis mais informações sobre o benefício.

Educação

O ex-presidente também falou sobre as dívidas de estudantes que ingressaram nas universidades por meio do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Segundo Lula, a anistia das dívidas parece ser um incômodo para o governo do presidente Bolsonaro.

“Qual e o incômodo para o governo anistiar dívidas de jovens que não conseguiram pagar a universidade? […] Um governo que sabe fazer tanto perdão para os empresários. Por que não pode fazer, uma vez na vida, perdão para os estudantes que tomaram emprestado para estudar?”, perguntou o petista.

Tour pela Europa

Lula está em um tour pela Europa desde o final da última semana. Na 6ª feira (12.nov), se encontrou com Olaf Sholz, futuro chanceler da Alemanha.

Na 2ª feira (15.nov), o ex-presidente discursou no Parlamento Europeu, em Bruxelas, capital da Bélgica, e foi aplaudido de pé por eurodeputados da Conferência de Alto Nível da América Latina. A cobertura completa feita pelo Poder360 pode ser conferida aqui.