Lula defende direitos trabalhistas; “A mentalidade de quem fez a reforma é escravocrata”, diz candidato líder nas pesquisas

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a criticar a reforma trabalhista nesta quinta-feira (12), afirmando que seus autores têm uma “mentalidade escravocrata”.

“A mentalidade de quem fez a reforma trabalhista, a reforma sindical, é a mentalidade escravocrata, de quem acha que sindicato não tem que ter força, não tem representatividade. No mundo desenvolvido em que você tem economia forte, você tem sindicato forte, em qualquer país do mundo. Se você tiver economia forte você tem sindicato forte”, afirmou o ex-presidente.

O petista vem criticando as mudanças na legislação trabalhista adotadas durante o governo Michel Temer (MDB), que entre outras ações acabou com o imposto sindical e criou o contrato intermitente.

A revisão da reforma é considerada um tema polêmico e que causa ruídos na pré-campanha petista. O PT propôs, e a federação partidária que formará endossou, proposta de revogação da reforma –embora o próprio Lula reconheça entraves para a iniciativa.

As declarações desta quinta foram feitas em um momento em que Lula afirmava que sindicatos participaram de rodas de negociação com empresários durante o seu governo.

O petista participou de painel que encerrou a quarta edição do SindiMais, encontro anual que reúne especialistas em relações sindicais e trabalhistas.Continuar lendo