Le Monde: “No Brasil de Bolsonaro, neonazistas estão visíveis e descomplexados”

O Le Monde diz que “no Brasil de Jair Bolsonaro” os neonazistas “estão visíveis e descomplexados”. Segundo o jornal, cada vez mais eles estão se expondo e os “escândalos envolvendo admiradores do Terceiro Reich” cresceram.  O texto é do correspondente do jornal no Rio de Janeiro, Bruno Meyerfeld. Ele alerta sobre a emergência do movimento no país.

O jornalista cita o caso que viralizou nas redes da jovem de 24 anos que comemorou seu aniversário com um bolo com o rosto de Adolf Hitler estampado. “O incidente está longe de ser isolado”, afirma Meyerfeld.

Cita outros casos, como um homem em Minas Gerais com suástica no braço em 2019. A bandeira nazista em janela do prédio em Santa Catarina. Também o homossexual espancado em Belo Horizonte e deixado inconsciente com uma suástica desenhada na testa.

Lembra ainda do candidato do Partido Liberal, que lançou candidato o professor conhecido por piscina com suástica. Também do pai da governadora interina de Santa Catarina, Daniela Renehr, que é negacionista do holocausto.