‘Juiz ladrão!’; Polícia faz buscas em Federação de Futebol do RJ e no Sindicato dos Árbitros; presidente é preso; organização criminosa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro; jogos sob suspeita

A Polícia Civil e o Ministério Público do RJ iniciaram, na manhã desta quarta-feira (18), uma operação para cumprir 13 mandados de busca e apreensão contra o presidente do Sindicato de Árbitros do RJ, Jorge Fernando Rabello, contra o presidente da Cooperativa dos Árbitros de Futebol, Messias José Pereira, além de Sérgio Mantovani Cerqueira, integrante das duas entidades.

Durante a ação, Jorge Rabello foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. Ele foi preso em casa, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste da cidade, e será encaminhado para a chefia de Polícia Civil.

Eles são suspeitos de organização criminosa, falsidade ideológica e de lavagem de dinheiro. Segundo as investigações, Rabello seria o chefe da organização e teve evolução patrimonial incompatível com a função que ocupa, assim como seu possível “testa de ferro” Messias.

Já Mantovani era fundamental para o sucesso do esquema porque cuidava da parte econômica e contábil da organização criminosa. O MP-RJ pediu a quebra dos sigilos bancário e fiscal dos investigados.

A operação, batizada de Cartão Vermelho, é realizada pelo Departamento Geral de Combate a corrupção, ao crime organizado e a lavagem de dinheiro, em conjunto com o Ministério Público do RJ.