Invasão de celular de Bolsonaro pode ser enquadrado como ataque terrorista, diz fonte do Planalto

BR: É grande a preocupação, no Palácio do Planalto, com a descoberta de invasão por hackers do celular do presidente Jair Bolsonaro. Interlocutores do presidente já apontam para o enquadramento dos responsáveis pelo crime como terroristas.

Ao chegarem até o ponto mais alto da República, os criminosos atentaram contra o próprio Estado brasileiro, num movimento que a partir de agora, segundo interlocutores do Planaltor, poderá ser enquadrado na Lei de Segurança Nacional como uma ação terrorista contra Bolsonaro.

As investigações se concentram nos quatro suspeitos presos no início da semana. Um dele confessou teu invadido o aparelho de Bolsonaro. A preocupação agora é saber se houve vazamento de conversas privadas do chefe do Executivo.