Inferno sem fim: por poluição com risco à saúde humana, Vale é interditada em Mangaratiba pela 2ª vez no ano e sofre multa de R$ 30 milhões

BR: A Vale não aprende – e seu inferno astral só fica mais profundo. Na manhã desta segunda-feira 11, as operações da mineradora na Ilha da Guaíba, em Mangaratiba (RJ), foram interditadas em razão da produção de poluição com risco à saúde humana. Foi a segunda interdição este ano no mesmo local e pelo mesmo motivo. A empresa também pela Secretaria do Meio Ambiente de Mangaratiba em R$ 30 milhões.

“A prefeitura expediu várias notificações para a empresa apresentar a certidão de conformidade da licença de operação, mas não adiantou”, disse o secretário de Meio Ambiente, Antônio Marcos. “Detectamos problemas de poluição com risco à saúde humana. Eles estão realmente operando em desconformidade com as leis ambientais e desenvolvendo atividades fora dos parâmetros da legislação e de qualidade técnica para o controle ambiental”, ressaltou o secretário.

“Solicitamos diversas análises de laboratório, técnicas, estudos preliminares, sondagem do terreno, sondagem do mar e das praias do entorno, para que eles nos provem através de análises desses estudos de laboratório, de que não há poluição mediante atividades praticadas pela Vale”.